68º PROJETO MISSIONÁRIO DA MISSÃO JUVEP

1 de fevereiro de 2018    

Na segunda semana de janeiro, quando a equipe chegou em Catingueira, encontrou uma população hospitaleira, mas infelizmente, muito indiferente ao Evangelho. Matilde Vicente (PB) falou: “nos recebem bem, todavia ao falarmos do Senhor Jesus, percebemos claramente que não querem ouvir”. Outro nome para isso é dureza de coração. Pessoas soberbas em sua religiosidade, ignorantes com relação à Bíblia, vidas debaixo de densas trevas espirituais que só serão dissipadas pela oração, pregação do Evangelho e testemunho de vida cristã autêntica. Intensifiquemos nossas orações pelo Projeto Missionário.

Cesário Conserva Júnior, vice-presidente da Juvep e líder espiritual do 68º Projeto Missionário, nos passou a seguinte mensagem: “Peço oração pelo Projeto em Catingueira. Estamos num período de festa do padroeiro, a famosa festa de são Sebastião”, o que torna o povo mais concentrado na idolatria e menos receptivo ao Evangelho. Continua, Cesário: “… a resistência e cegueira espiritual é muito grande”.

Matilde Vicente, membro da diretoria da Juvep, diz: “Antes das seis da manhã o padre badala o sino e solta foguetões, e toca músicas para toda cidade. Ao meio dia repete tudo e ao final da tarde também, nessas horas é um barulhão”. Cesário informa, ainda, que “sempre após a missa da noite tem a parte profana da festa, que entra pela madrugada, até os adolescentes da cidade ficam até altas horas”.

Contudo, Matilde testemunha que apesar de toda a luta a sua experiência na evangelização da tarde foi muito proveitosa, frutífera mesmo. Ela saiu com um casal de Maceió e Deus agiu maravilhosamente nos corações dos ouvintes. É, vale à pena pregar a Palavra, ela nunca volta vazia.

AVANÇA SERTÃO

Você também deseja fazer a diferença no sertão nordestino? Para saber mais sobre como se envolver em iniciativas como a da Juvep, clique aqui e saiba mais sobre o Projeto Avança Sertão.

Autor: Juvep Missão

Uma missão evangélica interdenominacional fundada em 1981 cujo principal foco é a evangelização e plantio de igrejas no sertão Nordestino e nos povos minoritários da região.