POR QUE DEVO ESTUDAR TEOLOGIA E MISSIOLOGIA?

13 de novembro de 2017     0

Vale a pena investir tempo e dinheiro para treinar  vocacionados para os  Povos não Alcançados? Tendo em mente que Deus quer usar o homem e treina-lo para a expansão do seu Reino, é preciso entender o que é Teologia e Missiologia

Teologia e Missiologia se complementam. Martin Kahler foi assertivo ao afirmar que a Missiologia é considerada a mãe da Teologia. A Teologia ajuda a descobrir erros doutrinários na interpretação bíblica, defender a fé cristã e examinar diferentes crenças dentro de uma cultura.

A Missiologia segue as tendências Contemporâneas da Missão, estuda a cosmovisão de um povo e busca contextualizar a mensagem do Evangelho, formulando teologias bíblicas autóctones onde problemas de índole cultural são resolvidos.

A Missiologia e a teologia juntas ajudam a igreja a ser mais sensível aos perdidos,  e  não perder a motivação da Proclamação (kerigma) do Evangelho e o plantio de igrejas entre os povos não alcançados como parte da sua natureza missionária.

Para que o vocacionado tenha um ministério de longo prazo efetivo, ele deve, acima do diploma, refletir o caráter de servo de Cristo. Portanto, uma instituição que se propõe a treinar o vocacionado nas áreas de Teologia e Missiologia deve, imprescindivelmente, fornecer um treinamento que combine teoria e prática. Aprender a conviver em comunidade, trabalhar em equipe e discipular são tão importantes para garantir o avanço do evangelho quanto o conhecimento acadêmico. Além disso, uma experiência transcultural ajudará o vocacionado a entender na prática os desafios e as oportunidades do avanço do evangelho no campo missionário.

Por Luis e Cristina Araújo
Diretores do MTC Latino Americano em Montes Claros/MG

Autor: WEC Brasil - Missão AMEM

Agência missionária dedicada a evangelização dos povos não alcançados em parceria com as igrejas brasileiras. Trabalha no envio, no preparo e no cuidado dos missionários e de suas famílias, para que possam exercer um ministério efetivo de longo prazo entre os povos não alcançados.