TPL – Resgate do ardor missionário

27 de novembro de 2017     0

“Mais do que um momento de louvor e adoração a Deus, o Todos os Povos Te Louvem é um resgate do ardor missionário da Igreja, dos jovens e um despertar de vocações”. Assim pode ser definido um dos maiores eventos de mobilização missionária do Brasil organizado pelo Grupo Povos e Línguas e que foi realizado na última sexta-feira e sábado, dias 24 e 25, na Igreja Batista Metropolitana em Salvador (BA). Segundo o mobilizador do Grupo, o pastor e missionário, Breno Vieitas, o encontro já beneficiou milhares de pessoas desde quando teve início em 2014.

“O TPL já passou por várias cidades e estados do país como Belo Horizonte (MG), Vila Velha (ES), João Pessoa (PB), Campos dos Goytacazes (RJ), Rio de Janeiro (RJ) e agora Salvador (BA). Estimamos que tenhamos atendido uma média de 30 mil pessoas. A meta é reunir 100 mil participantes e enviar 2 mil missionários pelo mundo até 2021. Uma vez que existem mais de 42 milhões de evangélicos no país, sendo 63% de adolescentes e jovens – segundo dados do IBGE 2010 – e a Igreja não envia mais que 0,01% de missionários a outros povos”, aponta Breno.

Nesta edição o evento buscou direcionar o olhar dos cristãos para o Sertão, pois são mais de 6 mil comunidades sem a presença evangélica, sendo a maioria no estado do Piauí. Além disso, o encontro missionário trouxe um alerta sobre o número alarmante de crianças e adolescentes vítimas de violação sexual no país e em especial no Nordeste, uma vez que, só no ano de 2016, foram mais de 4 mil casos. A missionária da Agência de Missões Urbanas – Avalanche, Andréa Vargas, relatou aos participantes um pouco do trabalho desenvolvido junto às vítimas desses crimes.

“Os desafios de evangelização nos centros urbanos junto às crianças, adolescentes, jovens e toda uma família ferida não são diferentes dos desafios no Sertão. O Senhor tem um dom e um chamado para cada um de nós e isso é irrevogável. Precisamos nos unir e servir um ao outro, pois somos chamados à Grande Comissão. Precisamos voltar nosso olhar para os sertanejos, principalmente às crianças, adolescentes e mulheres vítimas de violência sexual”, disse Andréa.

TELA – Dentro do projeto do Tela (Tecnologia, Empreendedorismo, Liderança e Ação) a missionária e secretária executiva do projeto Avança Sertão, Lucy Lima, conversou com os representantes de três instituições que possuem trabalho com os jovens e adolescentes. O Pais Movement, por exemplo, trabalha na evangelização e despertamento missionário nas escolas, do ensino infantil até o ensino médio. Já a Cru Brasil (antiga Cruzada Estudantil) trabalha com os jovens universitários e o grupo Atletas em Ação une todas as idades e classes sociais através do esporte.

“O esporte fala com qualquer raça, cultura, classe social. O esporte conecta as pessoas e fala uma linguagem que todo mundo entende”, destaca o coordenador do projeto no Rio de Janeiro, Weberson Rosas.

Ainda dentro da programação, os cantores cristãos Marcela Taís e Marcos Almeida se apresentaram e levantaram o público que cantou junto músicas como “Pra Você Sorrir”, “Risco”, “Muita Calma Nessa Alma” da Marcela e “Vem Me Socorrer”, “Amor Que Nos Faz Um” e “Sê Valente” interpretados pelo Marcos.

 

Ao final do evento, o pastor titular da Igreja Batista Metropolitana, Abraão Silva, chamou todos os músicos, pastores e preletores ao palco para fazer uma oração de agradecimento a Deus e para que a Igreja de Jesus corresponda ao desafio da nação.

“Esse congresso tem unido igrejas tão diferentes e tem unido lideranças e feito essa junção entre igrejas e agências missionárias. Quando o povo de Deus se une não há quem possa contra o povo de Deus. E Precisamos orar para que nossa vida seja testemunho de impacto lá fora”, conclui Abraão.

Autor: Redação Povos e Línguas

Conteúdo missionário de referência sobre o que acontece no Brasil e no mundo.