O MENINO QUE FOI LONGE

10 de janeiro de 2018    

Atravessar o mundo aos 18 anos “sozinho” soa como algo estranho e incomum para muita gente. Mergulhar em uma realidade diferente da que você está acostumando, se adaptar a outra cultura, idioma e costumes, sem dúvida podemos dizer que é uma grande aventura! Aventura ainda maior quando a motivação tem como base um propósito muito maior do que nós mesmos.

Aos 16 anos, quando comecei a pensar e me preocupar sobre o futuro, faculdade, trabalho e outras coisas, entendi que eu já havia entregado a minha vida para um Deus cheio de sonhos e propósitos e desde então comecei a perguntá-Lo o que Ele queria e quais eram os Seus planos. Nesse tempo, comecei a aprender um pouco mais sobre a missão de Deus, o que Ele tem feito em toda a Terra e como Ele nos dá o privilégio de andarmos com Ele para cumprir Seu propósito.

No meu último ano de ensino médio ouvi falar sobre a Índia e a possibilidade de vir para este país como um estudante, a princípio para aprender inglês. Então comecei aquela fase de levantar recursos, intercessores e após alguns meses ser enviado. Nesse tempo, além de estudar, tive a graça de perceber como Deus tem se movido de uma forma tão incrível e ainda ter a chance de fazer parte disso. Comecei a servir em uma igreja local, onde fui muito marcado por histórias maravilhosas de pessoas alcançadas por Ele das mais diferentes maneiras, desenvolver novos projetos, ter contato com grupos que fazem parte dos menos alcançados em todo o mundo, e em meio a tudo isso poder ouvi-Lo de uma forma especial, sendo transformado e guiado por Ele para os próximos passos, entendendo que não existe nada mais precioso do que se entregar por completo para viver os Seus propósitos.


Ele chama cada um de nós, independentemente da idade e das circunstâncias para vivermos uma verdadeira aventura com Ele


Em Mateus 6.21 Jesus nos diz que “onde estiver o nosso tesouro, ali estará o nosso coração”. Em outras palavras, onde estiver aquilo que achamos ter um alto valor é onde dedicamos nosso tempo, trabalho, estudo e toda a nossa vida. O desejo do coração de Deus é que possamos fazer dEle o tesouro mais precioso das nossas vidas, colocando assim todo o nosso coração para viver por esse Tesouro, Sua causa, Sua missão, viver por Aquele que um dia colocou o Seu coração em nós nos fazendo o Tesouro dEle e assim dando Sua vida. Logo, por que seria difícil abrir mão da nossa vida para viver por Ele e por Sua causa?

Sim, um passo a mais pode te levar para mais longe de casa do que jamais esteve (já dizia um pequeno Hobbit em Senhor dos Anéis). Mas nessa aventura, Aquele que nos chama nos prometeu que sempre estaria conosco. E foi isso que eu vi Ele fazendo com tantas pessoas e hoje comigo, dar o primeiro passo e ver Ele começar a mover as coisas, não para que os meus sonhos se realizassem, mas sim os dEle. E quanta, satisfação, alegria, completude e propósito de viver e morrer encontramos nesse tão grande privilégio que é viver em missão com o Pai.

Não sabemos onde os formosos pés daqueles que anunciam as boas novas podem chegar, mas temos a certeza que Ele sempre estará por perto nos guiando nessa grande aventura até voltarmos para casa.

 

Autor: Teófilo Divino

Jovem estudante brasileiro enviado como missionário para a Índia.