TPL COMO PONTO DE CONEXÃO E PARTIDA

29 de setembro de 2017     0

Participar do Todos os Povos te Louvem (TPL) foi para nós, missionários e estudantes envolvidos com a Cru Campus, uma oportunidade única de exposição a realidades, personagens, histórias e iniciativas inovadoras, como o inúmeros projetos desenvolvidos no Sertão, a iniciativa do Lar Café, o impactante testemunho de um missionário do Butão e os desafios da Espanha.

Toda essa exposição exerce um impacto na vida dos nossos estudantes que é impossível de ser medido. Isso tem contribuído para que eles se percebam como potenciais respostas a várias necessidades no campo missionário. As oportunidades propostas não apenas os desafiam como também os inspiram a ter suas próprias ideias e projetos. Uma prova de que estar em um ambiente missionário, como o TPL, é mais eficaz do que apenas ouvir falar de missões.

Mas não foi uma oportunidade apenas de receber, como também de contribuir com as experiências e ferramentas que Deus nos tem confiado. Percebemos, por exemplo, que nossos materiais de evangelismo se mostraram uma resposta para muitos buscavam por ferramentas mais inovadoras e adequadas a esta geração. No Tela, pudemos mostrar um pouco do que Deus tem feito nas universidades e como Ele está levantando uma força missionária neste meio. Ajudamos os presentes a entenderem que a universidade é um campo para a ação missionária. E, nas oficinas, pudemos ajudar estudantes a serem mais efetivos em fazer discípulos em suas universidades.

Uma alegria extra foi reencontrar, em vários dos estandes missionários, jovens que foram envolvidos conosco em suas épocas de faculdade. Um sinal de que eles continuam com o coração em missões.

Por fim, quero destacar algo absolutamente importante e que só poderia acontecer em um evento como este: a possibilidade de líderes, pastores, missionários e futuros missionários se conhecerem pessoalmente. Todos juntos, face a face, conversando, rindo, comendo juntos, trocando ideias, compartilhando sonhos, experiências, inspirações. Nada substitui isso. Ninguém pode prever o que pode surgir destes encontros e novas amizades.

 As possibilidades que se esboçam são inúmeras e isso é empolgante. Eu acredito que, no futuro, muitos olharão para trás e se lembrarão do TPL como o ponto inicial de amizades, parcerias, projetos e ministérios.

Autor: Wesley Cunha

Formado em Arquitetura e Urbanismo pela UFF. Casado com Priscila Cunha e pai de Julia e Mariana. Envolvido com missão estudantil há 22 anos e missionário de tempo integral da Cru Brasil há 12 anos. Viajou em missão para diversos países e morou em Moçambique para ajudar a iniciar o movimento estudantil lá. Atualmente dirige a Cru Campus no Estado do Rio e é parte da equipe de liderança nacional do movimento.