JOVEM DEMAIS PARA IR?

21 de agosto de 2017    

Se você tivesse visto Willian Carey quando moço consertando sapatos em sua modesta casa, jamais imaginaria que um dia ele se tornaria um pregador, conhecido por entregar Bíblia a um terço do mundo e dedicado à vida ao serviço prestado a Deus, tendo como lema: “Realize grandes coisas para Deus e espere grandes coisas de Deus”.

Observando o conceito que a Igreja e os líderes cristãos têm a respeito do envio missionário, é fácil perceber que, para uns, os critérios estão relacionados ao tempo de serviço na Igreja local; para outros, na maturidade e experiência de vida; e ainda há os que acreditam que para servir a Deus é necessário ter uma boa formação e independência financeira. Mas, apesar de entender as referidas precauções, não se pode estabelecer um padrão rígido que nos impeça de observar o que as Escrituras ensinam. É preciso levar em conta os critérios utilizados por Deus; e quando Ele escolhe homens e mulheres para servi-lo, as exigências vão muito além dos padrões óbvios e equivocados. “Ele não vê, como vê o homem” (1 Samuel 16.7).

O texto Sagrado apresenta um Deus que soberanamente ama, investe e traça novos projetos para a vida dos que com Ele se encontram. O alvo do amor não está associado ao que se tem ou se sabe. Em 1 Coríntios 4.7, o apóstolo Paulo faz-nos entender que somos vasos de barro, sem valor algum, até passarmos a ser morada do Evangelho.

E desta forma, valorizados para sermos utilizados para glória de Deus, porque Ele mesmo se encarrega de transformar à sua imagem todos aqueles que recebem vida nova, por causa do seu grande amor (Ef 2.5). Esse contraste entre tesouro e vasos de barro tem como objetivo principal mostrar que a excelência do poder é sempre de Deus e nunca de nós. Portanto, o que determina quem vai ser usado, quando será usado ou até o tempo certo de ir, de servir e envolver-se diretamente no Reino de Deus, está ligado ao que Ele quer fazer através do vaso, e muito pouco atrelado à idade ou tempo, pois Ele é o Senhor do tempo (2 Pe 3.8); e usa quem Ele quer (Jr 1.12). Ele é o Senhor (Is 42.8).

Convictos disso, e de que é Deus quem outorga aos que por Ele foram chamados a graça necessária para viver os seus planos, cabe aos que nEle creem, manterem o olhar fito em seu propósito (Hb 12.2), para que o posicionamento seja de alguém que sabe quem é, a quem serve e para onde está caminhando. “Se não eu quem? Se não agora quando?” (Gary Herbert).

Quando Deus escolheu Davi para ser rei de Israel, Ele o fez a fim de que ele marcasse sua geração. Quando o jovem profeta Ezequias assumiu o reinado em lugar Acaz, tudo o que este queria era reestruturar o templo, porém ele restabelece a glória de Deus em toda nação. Quando o jovem Daniel escolheu não comer iguarias, tinha por objetivo não se contaminar, mas deu uma lição de fidelidade. Quando Ester foi separada para reinar, ela não fazia ideia de que sua obediência livraria seu povo da morte. Quando José partilhava seus sonhos de menino, não vislumbrava a governança do Egito. Quando Josué começou a estudar sobre as leis de Deus, não planejava ser instrumento de libertação para a nação. Quando Deus convoca jovens para viverem seus planos, Seu proposito é o mesmo: que haja obediência, comprometimento e disponibilidade para ser um instrumento útil que resplandece sua glória. Jovem demais para ir? Jamais!

No Reino de Deus há serviço disponível para a Igreja, composta por crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. “Nenhuma vida será desperdiçada se for fielmente confiada a Deus”. Que Deus nos ajude nessa caminhada!

VÁ COM O PAIS MOVEMENT

Presente em seis continentes diferentes o Movimento Pais é um catalisador para capacitação jovem em missões. O Pais Movement é uma organização internacional fundada por Paul Gibbs em 1992, que atua como um catalisador para ajudar a capacitar os jovens para o chamado missionário, por meio de parcerias com escolas, projetos de comunidades e igrejas em todos os continentes. Conecte-se agora mesmo! Acesse o site do Pais e saiba como ir.

Autor: Luana de Cássia Santos

Tesoureira Nacional da Missão Evangélica Pentecostal do Brasil. Bacharel em Teologia pelo Instituto Bíblico Betel Brasileiro/PB. Graduação Superior em Teologia pela Escola Superior de Teologia EST/RS. Pós Graduação em Educação Superior Teológica pela Faculdade Batista do Paraná/RS. Pós Graduação em Gestão Financeira e Controladoria pela FACEX/RN.