Avança Sertão

15 de maio de 2017     0

Grupo Povos e Línguas empreende projeto para impulsionar o alcance das comunidades minoritárias do Sertão Nordestino para Jesus. Saiba mais na entrevista com o fundador e presidente do Grupo, Breno Vieitas:

O slogan “Por um Brasil Missionário” descreve com exatidão o que impulsiona o trabalho desenvolvido pelo Grupo Povos e Línguas desde sua fundação. O anseio por ver a Igreja Brasileira não somente motivada, mas completamente engajada com a causa missionária é um dos propulsores para o novo projeto que surge para impulsionar o avanço do Evangelho de Jesus no Sertão Nordestino, o Avança Sertão.

Essa região vai do Rio Grande do Norte, passa por Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Piauí, Ceará até a Bahia. Considerada como uma das regiões de menor Índice de Desenvolvimento Sócio-Econômico – IDH e altas taxas de desigualdades sociais, a região sofre ainda com a seca e a fome.

Apesar de ser uma região que professa o cristianismo, muitos nem sequer já leram a Bíblia. Com olhos para essa realidade e tendo sua fundamentação em reflexões sobre como fazer a Igreja mais efetiva no campo de missões nacional, o Avança Sertão vem alavancar um momento positivo no processo de evangelização do Sertão, em contraste às estatísticas ruins e à crise vigente no Brasil: “Deus não tem pressa, mas sabemos que o tempo é agora. Não podemos perder esse ‘time’, como dizem, pois nunca no histórico da Igreja Brasileira houve um número tão gigantesco de conversões no Sertão como está acontecendo hoje.”

Leia e saiba mais o que é o Avança Sertão e entenda como participar:  

PVLs: O que é o Avança Sertão?
Breno Vieitas: Numa fase anterior que o Povos e Línguas estava vivendo, percebemos que embora mobilizássemos, ainda sentíamos a necessidade de maior engajamento da Igreja. Temos agências prontas para servir, muitas igrejas interessadas em atuar em regiões onde o Evangelho ainda não avança, mas percebemos que faltava uma ponte. Embora o Povos e Línguas já seja uma ponte, precisamos criar um ambiente mais prático de atuação. E entendemos que essa ponte é o Avança Sertão. Portanto, resumindo numa frase o Avança Sertão é uma campanha de mobilização entre o Povos e Línguas, denominações parceiras, agências missionárias e músicos, com o objetivo de iniciar 150 projetos missionários nos próximos 5 anos no Sertão Nordestino.

PVLs: O que impulsionou o Povos e Línguas a criar esse projeto e qual seu objetivo principal?
Breno Vieitas: É muito importante percebemos a missão primeiramente feita na nação, embora o Senhor nos diga para estarmos “tanto em Jerusalém, quanto nos confins da Terra”. Muitos pastores e igrejas não têm recursos financeiros para realizar um trabalho transcultural fora do Brasil,  mas no Sertão isso se torna possível. E o coração das igrejas brasileiras, conforme temos visto positivamente, está inteiramente aberto com um envolvimento nesta região.

PVLs: Conte detalhes de como o A.S. será desenvolvido?
Breno Vieitas: O A.S. será desenvolvido através das ferramentas do Povos e Línguas, na criação de documentários que promovam a justiça social do Sertão, falem sobre a exclusão social, através da mídia e comunicação, treinamento de pastores, tudo o que temos. Ou seja, utilizando as ferramentas para mobilizar e sinalizar que existem impactos evangelísticos no Sertão por meio de agências missionárias tais como Missão Juvep, Agência Missionária para Evangelização do Sertão – AMES, Ministério Livres, Água Viva, entre outros.  A ideia é realizarmos 15 impactos anuais, entre a primeira e segunda quinzena de janeiro e a segunda quinzena de julho. Para que em parceria com lideranças locais, iniciemos um processo de evangelização prioritariamente no Piauí, onde há um índice de menos de 4% de cristãos evangélicos. E também nas regiões mais pobres e com menos acesso do Sertão.

PVLs: Quem são as pessoas e/ou grupos envolvidos no Projeto?
Breno Vieitas: As instituições, organizações missionárias envolvidas experientes na missão de evangelização do sertanejo, dos índios, dos quilombolas, outros povos minoritários que vivem lá. As igrejas denominacionais mais presentes, Batistas, Presbiterianas, Metodistas, Anglicanas e os músicos, Juliano Son, Marcos Almeida, Lorena Chaves, Nívea Soares, Paulo César Baruk, Ana Nóbrega, Marcela Taís, entre outros. Vale ressaltar que o programa para criar as condições de trabalho em equipe é todo organizado pela Associação de Missões Transculturais no Brasil -AMTB, instituição que regra todos os procedimentos das agências missionárias.

PVLs: Qual o papel do Povos e Línguas no A.S.?
Breno Vieitas: O papel do PVLs é apenas apresentar as partes, trazer notoriedade, publicidade para todas as instituições, para as igrejas. O PVLs é um movimento missionário, não é uma agência missionária, não é uma denominação, não se propõe a plantar ou iniciar uma igreja local, ou alguma instituição de ensino ou agenciamento de missionários, é mobilização. O núcleo celular do Povos e Línguas é ser uma agência de comunicação.

PVLs: Como a Igreja brasileira pode contribuir?
Breno Vieitas: Enviando os membros de suas igrejas para os impactos, organizando-os em caravanas, com seus respectivos pastores e líderes, para que eles possam se familiarizar também com qualquer tipo de desafio. Pode ajudar tanto moralmente, quanto na evangelização, financeiramente na construção de poços artesianos, escolas, doação de alimentos mensais e levando sua liderança, edificando lideranças autóctones, ou seja, de origem da terra.

PVLs: Deixe uma palavra para os internautas sobre o Avança Sertão.
Breno Vieitas: Nós estamos envolvendo e mobilizando os líderes, percebemos que a Igreja do Senhor Jesus está sendo encorajada pelo próprio Senhor, para fazer as coisas de forma muito rápida. Deus não tem pressa, mas sabemos que o tempo é agora. Não podemos perder esse “time”, como dizem, pois nunca no histórico da Igreja Brasileira houve um número tão gigantesco de conversões no Sertão como está acontecendo hoje. Temos relatos de igrejas que estão se multiplicando em número de membros mensalmente. É algo histórico, anacrônico, é uma oportunidade para que a Igreja perceba que ela está madura para plantar outras igrejas.

PVLs: Quem são os mobilizadores?

Breno Vieitas: O mobilizador e organizador das caravanas na área das doações financeiras é o Marcelo Martins de Campos dos Goytacazes. O responsável pelos contatos com os pastores do comitê do Avança Sertão e de outros interessados é o Carlos Henrique da Igreja Batista Lauro de Freitas. Já o trabalha para ajustar as caravanas às organizações missionárias é o Wanderson Rodrigues do Centro de Missões Urbanas (CEMU) e a Lucy Lima, do Grupo Povos e Línguas, responsável pela mobilização do avança sertão também no aspecto da comunicação.

PVLs: Quais as informações para contato?
Breno Vieitas: Acesse e leia o Portal povoselinguas.com.br; Ligue (31) 3234-6714 / (31) 98609-778 ou envie um e-mail para contato@povoselinguas.com.br. Outro contato é através dos números de telefone ou e-mails das agências missionárias parceiras que podem ser encontrados no Portal.

Autor: Redação Povos e Línguas

Conteúdo missionário de referência sobre o que acontece no Brasil e no mundo.